Estado de SP confirma 60 mortes por dengue e mais de 195 mil casos da doença em 2024

3 min read
Somente na capital são oito mortes e mais de 45 mil pessoas já contraíram a doença. Dados foram atualizados na manhã desta segunda-feira (11) pela Secretaria da Saúde. Larva do mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue e da chikungunya
Rogério Capela/Divulgação
O estado de São Paulo contabiliza nesta terça-feira (12) 60 mortes causadas pela dengue em 2024, segundo dados divulgados pelo painel de controle da doença da Secretaria Estadual da Saúde (SES).
Os dados ainda apontam que o número de casos confirmados da doença é de 195.817.
Outros 154 óbitos ainda são investigados.
Na semana passada, o governo de São Paulo decretou estado de emergência para a dengue no território paulista.
A decisão foi tomada pelo Centro de Operações de Emergências (COE), grupo coordenado pela secretaria, após o estado passar da marca de 300 casos confirmados da doença a cada 100 mil habitantes.
Leia também
Covid ou dengue? Sintomas comuns confundem pacientes que buscam atendimento
Gestantes: grupo está entre os que precisam redobrar os cuidados para evitar a dengue
Alerta: automedicação pode elevar risco de um quadro hemorrágico de dengue; veja remédios contraindicados
Na capital, são oito mortes registradas, sendo que 75% delas ocorreram em menos de sete dias após o início dos sintomas. Já são 47.409 casos confirmados de dengue na cidade.
De acordo com a Prefeitura de São Paulo, a maioria das infecções está concentrada em 15 bairros: Vila Jaguará, Parque São Domingos, Itaquera, Jaçanã, São Miguel Paulista, Vila Leopoldina, Anhanguera, Tremembé, Campo Limpo, Vila Maria, Guaianases, Lapa, Água Rasa, Lajeado e Vila Medeiros.
Em 25 de janeiro, o Ministério da Saúde divulgou a lista dos cerca de 500 municípios brasileiros que deveriam receber doses do imunizante num primeiro momento para vacinação do público-alvo, da faixa entre 10 e 14 anos.
Vacina
Dentre os contemplados, apenas 11 ficam no estado de São Paulo: Guarulhos, Suzano, Guararema, Itaquaquecetuba, Ferraz de Vasconcelos, Mogi das Cruzes, Poá, Arujá, Santa Isabel, Biritiba-Mirim, Salesópolis. A capital ficou de fora.
Os municípios paulistas deram início à vacinação contra dengue de forma gradual, a partir de 19 de fevereiro.
Como saber se você está com dengue e se é grave
Cuidados contra a dengue
Evite qualquer reservatório de água parada sem proteção em casa. O mosquito pode usar como criadouros grandes espaços, como caixas d’água e piscinas abertas, até pequenos objetos, como tampas de garrafa e vasos de planta.
Coloque areia no prato das plantas ou troque a água uma vez por semana. Mas não basta esvaziar o recipiente. É preciso esfregá-lo, para retirar os ovos do mosquito depositados na superfície da parede interna, pouco acima do nível da água. Isso vale para qualquer recipiente com água.
Pneus velhos devem ser furados e guardados com cobertura ou recolhidos pela limpeza pública. Garrafas pet e outros recipientes vazios também devem ser entregues à limpeza pública. Vasos e baldes vazios devem ser colocados de boca para baixo. Limpe diariamente as cubas de bebedouros de água mineral e de água comum. Seque as áreas que acumulem águas de chuva. Tampe as caixas d’água.
Estado de SP atinge 92 mil casos confirmados da doença em 2024
Pesquisa da Universidade Federal de Goiás mostra que aedes aegypti pode nascer já infectado por vírus como o da zika ou da chikungunya

You May Also Like

More From Author

+ There are no comments

Add yours