Chelsea pode vender mais jogadores para liga da Arábia Saudita

2 min read
Clube inglês teria o interesse de negociar para a Saudi Pro League o goleiro Kepa e o atacante Lukaku, entre outros nomes, segundo diferentes jornais britânicos Líder do consórcio proprietário do Chelsea, o empresário Todd Boehly esteve recentemente em Riade, na Arábia Saudita, e se encontrou com o diretor de futebol da Saudi Pro League, Michael Emenalo (ex-funcionário do clube inglês). Um dos assuntos seria a possibilidade do Chelsea vender mais jogadores para a liga saudita.
+ Confira a tabela do Campeonato Inglês 2023/24
+ Confira a classificação no Campeonato Saudita
Todd Boehly, co-proprietário do Chelsea, teve reunião com representantes da Saudi Pro League
Getty Images
As informações foram publicadas pelos jornais “Telegraph” e “Daily Mirror”. Chelsea e a Saudi Pro League não confirmaram o encontro entre Boehly e Emenalo, que foi diretor técnico na Inglaterra por sete anos.
Na temporada passada, o clube inglês vendeu o goleiro Edouard Mendy e o zagueiro Koulibaly para o Al-Ahli e o Al-Hilal, respectivamente. Além disso, o volante Kanté foi para o Al-Ittihad.
O Chelsea teria o interesse de negociar para o futebol da Arábia Saudita o goleiro Kepa, o volante Cucurella e os atacantes Sterling e Lukaku, entre outros atletas, segundo a imprensa inglesa.
Outro assunto tratado por Todd Boehly na visita à Arábia Saudita teria sido o possível patrocínio da companhia aérea Riyadh Air, para a próxima temporada.
O Chelsea passou a ser de fato propriedade do consórcio liderado pelo empresário Todd Boehly em maio de 2022 (antes, era do bilionário russo Roman Abramovich). O clube foi adquirido por cerca de 5 bilhões de euros (R$ 25,5 bilhões na época).
+ FAQs: veja informações sobre a venda bilionária do Chelsea para Todd Boehly

You May Also Like

More From Author

+ There are no comments

Add yours