Em busca da quarta artilharia no Flamengo, Pedro repete o melhor início de ano da carreira em 2024

3 min read
No pique de 2023, atacante mantém média de um gol por jogo e se isola como goleador do Carioca Se na cabeça de Tite Pedro e Gabigol forem concorrentes, está cada vez mais difícil do camisa 9 dar brecha para o camisa 10, que se recupera de uma pequena lesão e deve voltar para o segundo jogo da semifinal do Campeonato Carioca com o seu concorrente cada vez mais consolidado na posição.
Com o gol marcado no Fla-Flu do último sábado, o centroavante titular da Era Tite não só superou o companheiro como maior goleador do novo Maracanã (com 78 bolas na rede contra 77), como também se isolou na artilharia do Carioca (agora com nove gols) e vive pelo segundo ano seguido o seu melhor início de temporada da carreira.
+ Da foto aos gols: fã desde criança de Adriano, Pedro busca artilharia que o ídolo não teve no Fla
Veja os gols de Pedro na temporada 2024
Somando os amistosos internacionais em janeiro nos Estados Unidos, contra Philadelphia Union e Orlando City, Pedro já soma 11 gols em 11 compromissos (veja todos no vídeo acima). Média ótima de um gol por partida, a mesma dos seus primeiros 11 confrontos em 2023, quando disputou jogos do Campeonato Carioca, da Supercopa do Brasil e do Mundial de Clubes no período.
Primeiros 11 jogos de Pedro: 2023 x 2024
A diferença é que no ano passado Pedro passou em branco em três confrontos no período, mas em compensação deu duas assistências, enquanto nesta temporada o camisa 9 serviu um companheiro só uma vez, mas passou apenas dois duelos em branco no mesmo recorte.
+ ✅Clique aqui para seguir o novo canal ge Flamengo no WhatsApp
Pedro comemora um gol no Fluminense x Flamengo
Thiago Ribeiro / AGIF
Goleador da Libertadores de 2022 com 12 gols; do Mundial de Clubes com quatro e da Copa do Brasil de 2023 com cinco, Pedro busca a sua quarta artilharia pelo Flamengo neste Carioca. Com um a menos, Carlinhos, do Nova Iguaçu, é seu principal concorrente, mas passou em branco na semifinal contra o Vasco. O camisa 9 rubro-negro não termina como o maior marcador do estadual há cinco anos: a última vez foi em 2018, quando ainda jogava pelo Fluminense e estufou as redes sete vezes.
Por conta da concorrência pesada de Gabigol, considerado um dos maiores ídolos do clube e com forte conexão com a torcida, Pedro chegou a ser vaiado por rubro-negros no Maracanã após perder um pênalti na goleada por 4 a 0 sobre o Boavista no dia 20 de fevereiro. Mas o centroavante refuta qualquer rivalidade com o camisa 10 nos bastidores enquanto administra a pressão externa como algo normal.
Outras marcas do 9
Pedro comemora em Flamengo x Madureira
André Durão
Os números neste ano retratam a história do centroavante no Flamengo. No clube desde 2020, Pedro marcou 116 gols em 231 jogos e conquistou Libertadores (2022), Brasileirão (2020), Copa do Brasil (2022), Supercopa (2020) e Recopa (2020), além dos Cariocas (2020 e 2021). Virou o segundo maior artilheiro do século XXI com 116 gols, atrás só dos 155 de Gabigol.
Com uma temporada a menos no clube, Pedro se igualou a Bruno Henrique no ranking de artilharia rubro-negra na Libertadores e também está empatado com o companheiro como segundo maior artilheiro do Flamengo no Campeonato Brasileiro. A dupla, que tem 44 gols cada, está atrás de Gabigol, com 67. O líder do clube é Zico, com 135 gols.
🗞️ Leia mais notícias do Flamengo
🎧 Ouça o podcast ge Flamengo
Assista: tudo sobre o Flamengo no ge, na Globo e no sportv

You May Also Like

More From Author

+ There are no comments

Add yours